Maserati Merak 3000 de 1973 em leilão internacional

Nos anos 70, o Maserati Merak representava o novo conceito de supercarro. Com apenas 781 unidades produzidas, este modelo tornou-se num objeto de desejo para colecionadores. Este modelo é único não apenas pela sua raridade, mas, também, pela cor de pintura invulgar e por ter pertencido a Dodi Al-Fayed.

O Maserati Merak, com o número de série 352, foi produzido em 1973, na fábrica italiana da Maserati, com o objetivo de cumprir uma ordem do colecionador de carros egípcio Mohamed Al-Fayed, bilionário e pai de Dodi Al-Fayed, que também foi detentor do carro. Em 1980, o carro foi transportado para Londres, local onde se encontrava a sua coleção permanente de carros de luxo.

Este Maserati Merak foi vendido por Mohamed Al-Fayed ao terceiro e atual proprietário, que o disponibiliza agora para leilão na Catawiki. Michael Footitt, especialista da Catawiki em carros clássicos, afirmou que "este Maserati Merak 3000 de 1973 obteve tudo o que precisa para se tornar num dos melhores carros do mercado hoje em dia".

E acrescentou: "Em primeiro lugar, é um Maserati Merak, com uma cor rara e de uma edição muito limitada, com apenas 17.000 km. O valor adicional do carro está relacionado com a sua história 'real', tornando-se, assim, num verdadeiro objeto de desejo para colecionadores e entusiastas".

Os especialistas da Catawiki indicam que o automóvel possa atingir um valor de leilão de €230.000. Para consultar o leilão, clicar em https://www.catawiki.pt/maseratidodi.