Ford Transit Courier

Depois das Transit, Transit Custom e Transit Connect, a Transit Courier, que o JORNAL DAS OFICINAS foi conhecer a Frankfurt, completa a gama de veículos comerciais da Ford. Começa a ser vendida em Junho, apenas na versão Van, com preços que têm início nos €15 140.

Produzida na Turquia, a Transit Courier, que foi concebida com base na plataforma dos Fiesta e B-Max, modelos com os quais partilha, aliás, inúmeras soluções, desde estéticas a técnicas passando, também, pela segurança, é o quarto elemento da família Transit.

Vocacionada para pequenas entregas urbanas, estará disponível no mercado português unicamente na versão Van. Quer isto dizer que, quem quiser variantes de passageiros (a Transit Courier Kombi não chegará até nós), terá de optar pela gama Tourneo, que contempla os derivativos Custom (8 ou 9 lugares), Grand Connect (7 lugares), Connect (5 lugares) e Courier (5 lugares).

fordtransitcourier1

Eficiência e espaço
Sem rodeios, a Ford afirma que a Transit Courier oferece aos operadores deste tipo de veículos a melhor eficiência de combustível e o espaço de carga mais amplo do segmento. Mais: face aos seus concorrentes diretos, este novo comercial, diz a marca norte-americana, dispõe de mais 10% de volume de carga (2,3 m3 atrás da antepara). Assim como proporciona o maior comprimento de carga ao nível do piso e a maior largura de acesso através de portas laterais deslizantes (apenas num lado ou nos dois em função das necessidades).

fordtransitcourier2

Já as duas portas assimétricas existentes na traseira, destinam-se a facilitar as operações de cargas e descargas ao abrirem até um máximo de 158°.

Espaçoso, bem construído e visualmente atrativo, como pudemos comprovar num breve contacto dinâmico que efetuámos nas estradas de Frankfurt, o habitáculo da Transit Courier faz-se valer, também, de um posto de condução correto e de locais de arrumação presentes em grande número, sendo estes de extrema utilidade para armazenar, por exemplo, guias de transporte ou outros documentos relacionados com entregas. Novidade é, também, uma dock que permite fixar no topo da consola central smartphones ou tablets.

fordtransitcourier3

Apenas Diesel
A Transit Courier introduz novas características de segurança no segmento. Os clientes podem selecionar o sistema Ford SYNC com assistência de emergência, que põe os ocupantes em contacto com o operador local dos serviços de emergência em caso de acidente.

Existe ainda limitador de velocidade e monitorização da pressão dos pneus. O sistema de controlo eletrónico de estabilidade é proposto de série e dispõe de assistência ao arranque em subida, controlo de tração e mitigação ao capotamento.

O chassis da Transit Courier foi afinado com uma relação de direção única e inovadoras molas traseiras de dupla tara que se destinam a proporcionar uma dinâmica de condução líder na sua classe em todas as condições de carga. As molas têm a função de permitir que o veículo ofereça um rolamento suave e refinado, mesmo em vazio, mantendo a ágil manobrabilidade.

À exceção do premiado motor tricilíndrico a gasolina 1.0 EcoBoost de 100 cv, que não estará disponível em Portugal, a gama da Transit Courier articula-se em torno de dois motores Diesel (1.5 TDCi de 75 cv e 1.6 TDCi de 95 cv) e dois níveis de equipamento (Ambiente e Trend).

Mediante o dispêndio de uns adicionais €250, o cliente pode requisitar qualquer dos motores Diesel com sistema Auto Start-Stop. Exibindo um pisar sólido, reações honestas e boas performances, a Transit Courier deixou-nos a melhor das impressões.