Opel Meriva Tourer 1.4 Turbo FlexFuel

Um dos seis modelos que compõem a ofensiva GPL da Opel em Portugal aqui está. Ao integrar, de série, os sistemas FlexSpace, FlexRail e FlexDoors, estando o FlexFix disponível em opção, o Meriva Tourer 1.4 Turbo FlexFuel oferece uma flexibilidade... a gás! E anuncia 1375 km de autonomia graças aos dois depósitos...

Nunca na história da Opel a ofensiva GPL foi tão vasta. Nada menos do que dez versões, distribuídas por seis modelos, compõem a atual oferta FlexFuel da marca alemã. Do Corsa ao Insignia (berlina e Sports Tourer), passando por Meriva Tourer, Mokka, Astra (berlina e Sports Tourer) e Zafira Tourer, são muitas as propostas à disposição do consumidor nacional.

opelmeriva1

Equipado, tal como os restantes modelos GPL da Opel, com dois depósitos (um para a gasolina; outro para o autogás) o Meriva Tourer 1.4 Turbo FlexFuel anuncia 1375 km de autonomia. E, para além de custos mais reduzidos e de menores emissões, beneficiou com a alteração do regime jurídico português relativo à utilização do GPL, por via da publicação da Portaria n.° 207-A/2013, de 25 de Junho.

Abertura antagónica

Por mais voltas que se deem, não há como fugir: as portas traseiras de abertura antagónica (FlexDoors) são os elementos estilísticos mais marcantes do Meriva Tourer. As dobradiças posteriores fazem com que as portas, ao abrirem em sentido inverso ao habitual, proporcionem um acesso aos lugares traseiros sem precedentes (o ângulo de abertura aumentou de 68 para 84°). Contudo, importa realçar as alterações estéticas introduzidas, que tornam este monovolume compacto mais apelativo do que nunca.

opelmeriva2

Na frente, destaca-se a nova grelha com mais detalhes cromados, os grupos óticos com novo desenho interno em forma de “olho de águia”, as inserções cromadas nos faróis de nevoeiro e as luzes diurnas de LED. De perfil, para além das jantes de 16” com dez raios que equipam esta unidade, sobressai o friso cromado que realça o desenho ondulado da linha de cintura. Quanto à traseira, os novos grupos óticos, com luzes de LED, encerram as alterações adotadas no exterior. O Meriva Tourer FlexFuel, em vez do tradicional dístico azul de grandes dimensões colocado no pára-choques traseiro, ostenta uma discreta vinheta de cor verde no canto inferior direito do pára-brisas.

Acedendo ao habitáculo, saltam à vista a boa qualidade dos materiais, acabamentos e montagem. O posto de condução é confortável e ergonómico, adaptando-se facilmente a qualquer estatura devido à eficaz amplitude de ajustes do volante e do banco. Uma das alterações introduzidas disse respeito à adoção do evoluído sistema de informação e entretenimento IntelliLink de última geração (implica o dispêndio de uns adicionais €1300), que permite a integração de várias funções de smartphones nos comandos do veículo. Dispõe de um monitor a cores de 7” de alta definição e integra conectividade de telefone mãos-livres e de transmissão de áudio streaming via Bluetooth. Mais: inclui navegação, leitor de CD, entrada USB e comando por voz. Moderno, completo e intuitivo, o sistema IntelliLink é, sem dúvida, um dos ex-líbris do Meriva Tourer.

opelmeriva3

Recheado de equipamento e rodeado de fortes medidas de segurança devido à presença de inúmeros dispositivos de série, o interior destaca-se, também, pela habitabilidade francamente boa e por uma versatilidade de fazer inveja. Para além de pequenos espaços de arrumação e de mesas nas costas dos bancos dianteiros, o Meriva Tourer oferece os sistemas FlexSpace (configuração dos bancos traseiros para a lotação desejada mediante um único movimento), FlexRail (consola central modular) e FlexFix (disponível em opção, permite transportar até duas bicicletas, de 20 kg cada, graças a um mecanismo embutido no pára-choques traseiro que estica e recolhe). Face às versões “convencionais”, a variante FlexFuel dispõe de um depósito de GPL, da marca polaca Stako, colocado no espaço destinado ao pneu suplente.

Dias de poupança
Mais pesada 78 kg do que a homóloga versão 1.4 Turbo que consome apenas gasolina, a variante 1.4 Turbo FlexFuel traz um adaptador dos italianos da Landi Renzo S.p.A. para colocar no bocal do depósito de GPL, de modo a possibilitar o abastecimento num dos inúmeros postos de autogás espalhados pelo território nacional. Este monovolume compacto dispõe, não de um, mas de dois depósitos.

opelmeriva4

O primeiro, de gasolina, tem 54 litros de volume; o segundo, de GPL, tem uma capacidade de 42 litros. No entanto, úteis são 80%. Portanto, só é possível abastecer este Meriva Tourer com um máximo de 34 litros de GPL, uma vez que os restantes 20% têm de ficar livres para que o gás possa expandir-se (a temperaturas mais elevadas, como no Verão, o gás dilata). O depósito de GPL dispõe de uma válvula que corta o abastecimento quando se atingem os tais 80%.

Saído da fábrica da Opel de Rüsselsheim já preparado, a versão 1.4 Turbo FlexFuel aqui em análise é tão agradável de conduzir quanto a “convencional”. Exibindo um pisar sólido e um nível de conforto bastante razoável, este monovolume compacto oferece prestações deveras interessantes. Longe de ser um velocista, o motor de 120 cv que o equipa tem “estaleca” suficiente para evitar que se recorra em demasia à caixa manual de cinco velocidades, que, diga-se em abono da verdade, podia ter um comando mais rápido e mais preciso. Dos travões e da assistência da direção, nada a apontar.

opelmeriva5

Quando funciona com GPL, o Meriva Tourer 1.4 Turbo FlexFuel emite perto de 15% menos CO2 mas consome cerca de 20% mais do que quando funciona com gasolina. O que continua a compensar devido ao preço mais baixo do autogás. A seleção do modo de alimentação faz-se por intermédio do botão “LPG” localizado na consola central. De gasolina para GPL ou de GPL para gasolina, a escolha pode ser feita em andamento (é percetível apenas pela ligeira perda de rendimento). Quando a luz cor-de-laranja do botão estiver acesa, significa que este Opel se encontra a circular no “modo GPL”.

Face à versão 1.4 Turbo “convencional”, a 1.4 Turbo FlexFuel custa mais €700. Valor que será rapidamente amortizado caso se dê uma utilização intensiva ao veículo. Depois, a alteração do regime jurídico português relativo à utilização do GPL só trouxe vantagens a este Opel. Ao incluir uma vinheta no vidro em vez de um dístico no pára-choques, não está tão sujeito a discriminações. E, como qualquer outro veículo, pode estacionar em parques fechados e abaixo do nível do solo. Mas atenção: desde que os parques de estacionamento sejam ventilados e cumpram as disposições do regime jurídico de segurança contra incêndios em edifícios, aprovado pelo DL n.° 220/2008, de 12 de Novembro, e demais legislação aplicável ao estacionamento de veículos.

 

Ficha Técnica

MOTOR
Tipo: 4 cilindros em linha, transversal, dianteiro
Cilindrada (cc): 1364
Diâmetro x curso (mm): 72,5x82,6
Taxa de compressão: 9,5:1
Potência máxima (cv/rpm): 120/4800-6000
Binário máximo (Nm/rpm): 175/1750-4800
Distribuição: 2 v.e.c., 16 válvulas
Alimentação: injeção eletrónica multiponto
Sobrealimentação: turbocompressor + intercooler

TRANSMISSÃO
Tração: dianteira c/ ESP Plus
Caixa de velocidades: manual de 5+ma

DIREÇÃO
Tipo: pinhão e cremalheira
Assistência: sim
Diâmetro de viragem (m): 11,0

TRAVÕES
Dianteiros (ø mm): discos ventilados (280)
Traseiros (ø mm): discos maciços(264)
ABS: sim, com EBD+BAS+HSA

SUSPENSÕES
Dianteira: McPherson
Traseira: Eixo semi-rígido
Barra estabilizadora frente/trás: sim/sim

PERFORMANCES ANUNCIADAS
Velocidade máxima (km/h): 188
0-100 km/h (s): 11,5 (GPL: 11,8)
Cons. Gasolina/GPL extra-urb./misto/urb. (l/100 km): 4,8/5,9/7,8 – 6,1/7,4/9,8
Emissões de CO2 gasolina/GPL (g/km): 139 - 121
Nível de emissões: Euro 6

DIMENSÕES, PESO E CAPACIDADES
Comprimento/largura/altura (mm): 4300/1812/1615
Distância entre eixos (mm): 2644
Largura de vias frente/trás (mm): 1488/1509
Capacidade do depósito de gasolina/GPL (l): 54/42
Capacidade da mala (l): 400-1500
Peso (kg): 1486
Relação peso/potência (kg/cv): 12,4
Jantes de série: 6 1/2Jx16”
Pneus de série: 205/55R16
Pneus da unidade testada: Michelin Energy Saver, 205/55R16 91 H

GARANTIAS
Mecânica: 2 anos
Pintura: 2 anos
Anticorrosão estrutural: 12 anos

ASSISTÊNCIA
1.ª revisão: 30 mil km ou 1 ano
Custo 1.ª revisão (c/ IVA): €120 a €150
Intervalos: 30 mil km ou 1 ano

Imposto Único Circulação (IUC): €174,57
Preço (s/ despesas): €20 390 (unidade testada: €22 200)