Audi A3 Sportback e-tron

Equipado com dois motores, um turbo a gasolina de 150 cv e outro elétrico de 75 kW, uma bateria de iões de Lítio e quatro modos de condução, o A3 Sportback e-tron, que está apto a percorrer até 50 km em modo 100% elétrico, é o primeiro modelo híbrido plug-in da Audi. Anuncia 940 km de autonomia e custa €43.040.

Technotron(ic)
A ligação da marca dos quatro anéis aos híbridos remonta a 1989, ano em que surgiu o primeiro Audi Duo, que mais não era do que a carrinha 100 Avant equipada com dois motores (um a gasolina de cinco cilindros com 136 cv; outro elétrico de 12 cv), tração integral e uma bateria de níquel cádmio. Contudo, foi com a terceira geração Duo que a marca alemã atingiu maior expressão, graças à A4 Avant equipada com um motor 1.9 TDI de 90 cv e um motor elétrico de 29 cv.

Já no século 21, para além das variantes híbridas dos modelos A6, A8 e Q5, a Audi criou a assinatura tron, que define a sua mobilidade alternativa. Depois, são-lhe adicionados prefixos em função da alimentação utilizada: “e” se for elétrica; “g” se for gás natural; “h” se for hidrogénio. O A3 Sportback e-tron é o primeiro híbrido plug-in que a Audi lança no mercado, ao qual se seguirá, brevemente, o Q7 e-tron.

Avaliacao Obrigatoria Audi A3 1

Com iluminação integralmente em LED e saídas de escape ocultas, o mais ecológico dos A3 Sportback espalha charne e marca a diferença

Presença cintilante
Visualmente, a variante híbrida plug-in do A3 Sportback distingue-se, no exterior, pelas jantes de 17” com desenho em turbina, montadas em pneus de baixo atrito na medida 225/45 (não é o caso desta unidade, que dispõe de opcionais jantes de 18” com pneus de medida 225/40), pelos pára-choques desportivos (o traseiro oculta as duas saídas de escape, opção que se prendeu com razões de índole meramente estética), pelo difusor e-tron e pela grelha “singleframe” em alumínio. A tomada de carga está colocada na frente, por detrás do símbolo. A presença cintilante deste familiar compacto é abrilhantada não só pelas inserções cromadas como, também, pela cor vermelho “Misano” que reveste a carroçaria. A grelha, as cavas das rodas dianteiras e a bagageira ostentam o logótipo e-tron. Já os autocolantes colocados nas portas têm a missão de chamar a atenção para a tecnologia híbrida plug-in.

No habitáculo, as diferenças residem nos mostradores (o conta-rotações foi substituído por um indicador de potência), no computador de bordo específico e no comando colocado na porta do condutor, que permite abrir o depósito de combustível, sendo este pressurizado. A mala perdeu 80 litros de volume face à homóloga versão equipada apenas com motor de combustão. Bem construído, dotado um posto de condução correto, atraente do ponto de vista do design e capaz de alojar confortavelmente quatro adultos (ainda que disponha de um lugar central traseiro), o A3 Sportback e-tron, em termos de equipamento, parte do nível Sport. A lista proposta de série é vasta e inclui, só para citarmos alguns itens, MMI Radio com ecrã retrátil de 5,8”, bancos desportivos, iluminação integralmente em LED e Audi drive select com quatro modos de condução: Dynamic, Individual, Comfort e Auto.

 

Avaliacao Obrigatoria Audi A3 4

Face às versões “convencionais”, o habitáculo do A3 Sportback e-tron diferencia-se pelo indicador de potência, pelo computador de bordo  específico e pela abertura do depósito de combustível (pressurizado) colocado na porta

Envolvência ambiental
Com alterações ao nível da suspensão (molas; amortecedores; esquema multilink adotado na traseira), a variante híbrida plug-in do A3 Sportback, que é 130 kg mais pesada do que a homóloga versão equipada apenas com motor de combustão, anuncia uma autonomia total de 940 km (890 km do motor de combustão + 50 km do motor elétrico). Para além da unidade de comando, os principais componentes do sistema híbrido paralelo que o equipa residem na bateria de iões de Lítio alojada sob o piso, quase em cima do eixo posterior, no motor a gasolina 1.4 TFSI de 150 cv e no motor elétrico de 75 kW (102 cv). Os 204 cv de potência máxima combinada e os 350 Nm de binário máximo combinado são transmitidos às rodas dianteiras por intermédio de uma caixa S tronic de seis velocidades, que, na prática, dispõe, não de duas, mas de três embraiagens: as K1 e K2 encarregam-se de pré-selecionar e engrenar as mudanças pares e ímpares; a K0 destina-se a fazer a ligação entre os motores a gasolina e elétrico.

Ágil, preciso e muito agradável de conduzir, o A3 Sportback e-tron não é propriamente um modelo muito confortável, mas oferece uma envolvência ambiental digna de registo. Ainda que nas travagens e nas curvas em apoio se note que as transferências de massa não sejam iguais às da homóloga versão equipada apenas com motor de combustão, a rapidez de atuação da caixa S tronic, o acerto da direção e a elevada estabilidade, tornam o exercício da condução num verdadeiro momento de prazer. Anunciando uma velocidade máxima de 222 km/h e 7,6 segundos para cumprir os 0-100 km/h, este híbrido plug-in dispõe de quatro modos de condução: “ev” (o que, por defeito, está selecionado sempre que se liga o veículo, permitindo percorrer um máximo de 50 km em modo 100% elétrico, desde que não se excedam os 130 km/h); “hybrid auto” (utilizar a carga da bateria); “hybrid hold” (receber carga da bateria); “hybrid charge” (elevar a carga da bateria). Já o Audi drive select permite optar entre os modos Dynamic, Individual, Comfort e Auto.

A terminar, refira-se que o A3 Sportback e-tron é vendido com dois cabos. O que permite ligá-lo a uma tomada doméstica de 220 V (10 Ah) faz um ciclo completo de carga em 3h45m. O que permite conectá-lo a uma tomada industrial de 230 V (16 Ah), faz um ciclo completo de carga em 2h15m. Qualquer concessionário Audi está habilitado a intervencionar este modelo, desde que não mexa no seu sistema híbrido. Isto porque, em Portugal, são apenas duas as concessões (de Nível 2) que estão preparadas para intervir na parte elétrica: Expocar em Lisboa e no Porto. Resta acrescentar que o Centro Técnico da SIVA é o único ponto da Audi em Portugal apto a fazer reparações nas células que compõem os módulos da bateria.

 

Ficha Técnica

MOTOR DE COMBUSTÃO
Tipo: 4 cilindros em linha, transversal, dianteiro
Cilindrada (cc): 1395
Diâmetro x curso (mm): 74,5x80,0
Taxa de compressão: 10,0:1
Potência máxima (cv/rpm): 150/5000-6000
Binário máximo (Nm/rpm): 250/1600-3500
Distribuição: 2 v.e.c., 16 válvulas
Alimentação: injeção direta de gasolina
Sobrealimentação: turbocompressor + intercooler

MOTOR ELÉTRICO
Tensão nominal (V): 352
Potência máxima (kW/cv): 75/102
Binário máximo (Nm): 330

RENDIMENTO COMBINADO
Potência máxima combinada (cv): 204
Binário máximo combinado (Nm): 350

BATERIA
Tipo: iões de Lítio
Capacidade (kWh): 8,8
Número de módulos: 8 x 12 células (96 células)
Peso (kg): 120

TRANSMISSÃO
Tração: dianteira, com ESC
Caixa de velocidades: dupla embraiagem de 6+ma (S tronic)

DIREÇÃO
Tipo: pinhão e cremalheira
Assistência: sim (eletromecânica)
Diâmetro de viragem (m): 10,9

TRAVÕES
Dianteiros (ø mm): discos ventilados (n.d.)
Traseiros (ø mm): discos maciços (n.d.)
ABS: sim, com EBV+HBA

SUSPENSÕES
Dianteira: McPherson com triângulos inferiores
Traseira: multilink
Barra estabilizadora dianteira/traseirasim: sim/sim

PERFORMANCES ANUNCIADAS
Velocidade máxima (km/h): 222 (modo híbrido)
0-100 km/h (s): 7,6 (modo híbrido)
Consumo Norma ECE R101 (l/100 km): 1,5
Emissões de CO2 (g/km): 37
Nível de emissões: Euro 6

DIMENSÕES, PESO E CAPACIDADES
Comprimento/largura/altura (mm): 4312/1785/1424
Distância entre eixos (mm): 2630
Vias frente/trás (mm): 1542/1516
Capacidade do depósito (l): 40
Capacidade da mala (l): 280-1120
Peso (kg): 1540
Relação peso/potência combinada (kg/cv): 7,5
Jantes de série: 7 1/2Jx17”
Pneus de série: 225/45R17
Pneus da unidade testada: Continental ContiSportContact 5, 225/40R18 92Y XL

GARANTIAS
Mecânica: 4 anos ou 80.000 km
Pintura: 3 anos
Anticorrosão: 12 anos
Bateria: 8 anos ou 160.000 km

ASSISTÊNCIA
1.ª revisão: 30.000 km ou 2 anos
Custo 1.ª revisão (c/ IVA): nd
Intervalos: 30.000 km ou 2 anos
PREÇO (s/ despesas): €43.040
Unidade testada: nd
Imposto Único Circulação (IUC): €141,47