Mercedes-Benz CLA 220 CDI Shooting Break Orange Art

Design arrebatador. Comportamento ágil, preciso e reativo. Equipamento completo. Posto de condução ergonómico. Prestações de bom nível. Qualidade elevada. Habitáculo funcional. O Mercedes-Benz CLA 220 CDI Shooting Break, aprimorado pelo pacote Orange Art, é uma laranja sumarenta. E das doces. Faz bem à saúde e... ao ego!

Laranja sumarenta
Antes de mais, assumo publicamente que, à exceção dos modelos AMG, o CLA 220 CDI Shooting Break aqui em análise é o melhor Mercedes-Benz que já conduzi. Como se tal não bastasse, é, também, dos mais eficazes automóveis de tração dianteira que conheço. O seu desempenho dinâmico assim o define. Anos-luz mais apelativa (perdoem-me a franqueza) do que qualquer BMW, a mais compacta carrinha da marca da estrela prateada consegue ainda dar muitas dores de cabeça à Audi. Quer saber porquê? Aperte o cinto de segurança e viaje connosco pelas linhas que se seguem.

Avaliacao Obrigatoria Mercedes CLA SB 8

Avaliacao Obrigatoria Mercedes CLA SB 7

Vitamina C(LA)
Existem automóveis que seduzem em toda a sua plenitude. O CLA Shooting Break é um deles. Concebido a partir da plataforma que serve de base aos modelos A, B, CLA e GLA, esta carrinha é bem mais apelativa do que o coupé de quatro portas do qual deriva. Tudo porque apresenta uma silhueta bem mais elegante e, principalmente, uma secção traseira mais equilibrada. O bom gosto evidenciado na elaboração da grelha e dos grupos óticos merece, também, os mais rasgados elogios. Mas grande parte desta sedução deve-se ao pacote Orange Art, uma espécie de operação de tuning caseira feita na proporção exata. Pintada de cinzento “Mountain”, que, por tratar-se de uma cor metalizada, obriga ao dispêndio de uns adicionais €800, o CLA Shooting Break demarca-se, no exterior, pelos anéis de realce cor-de-laranja em redor dos faróis bi-Xénon e pelos rebordos das jantes AMG pretas de 18” na mesma tonalidade. A dupla saída de escape, os vidros escurecidos e o discreto deflector no topo do óculo posterior, completam a embalagem daquela que, para mim, é a carrinha mais sedutora que existe.

Abrindo uma das portas que garante um bom acesso ao habitáculo, saltam à vista os bancos desportivos (estilo bacquets) em pele preta e tecido antracite, dispondo, ao centro, de duas riscas cor-de-laranja ladeadas por duas brancas, os cintos com rebordos cor-de-laranja e, para não destoar, os bancos, os tapetes e os painéis das portas com costuras... cor-de-laranja. As saídas de climatização circulares, o volante de três braços com base plana e os pedais em alumínio, são outros elementos marcantes.

Dotada de inúmeros dispositivos de segurança, entre os quais se destacam sete airbags, assistente de ângulo morto, assistente de faixa de rodagem, sistema de alerta do condutor e aviso de colisão, o CLA Shooting Break faz-se valer de um nível de construção elevado, de um posto de condução ergonómico e de uma lista de equipamento extensa, ainda que esta unidade inclua €6.780 de extras. O que eleva (e de que maneira) a agradável estadia a bordo. O espaço interior e o volume da mala, mesmo não sendo exemplares, permitem uma utilização familiar sem dramas.

Avaliacao Obrigatoria Mercedes CLA SB 6

Física e química
Tem uma atitude muito física e desencadeia uma elevada dose de química. O CLA Shooting Break oferece um comportamento ágil, preciso e reativo. E prima pela envolvência. Tudo o que faz, faz bem. À primeira. Durinho como um desportivo deve ser, ou não estivesse ele equipado com suspensão de amortecimento firme, consegue, no entanto, manter uma réstia de conforto. O resultado só não é melhor porque as jantes multiraios de 18”, montadas nuns ótimos pneus Goodyear Eagle F1 Assymetric 2, de medida 225/40, não “deixam”. A direção desportiva, que a Mercedes-Benz define como “Direct-Steer”, é acutilante, oferece o grau de assistência correto e comanda com exatidão as inserções do eixo dianteiro em curva. Rolamento da carroçaria é coisa que não existe. Falta de motricidade é uma situação desconhecida. Tudo funciona bem.

Equipado com o motor Diesel de 2,1 litros com 177 cv, que traz acoplada caixa automática de dupla embraiagem com sete velocidades (7G-DCT), cumpre as normas Euro 6 e faz uso de um sistema start/stop particularmente bem afinado, o CLA Shooting Break oferece prestações de bom nível. Ainda assim, tendo em conta a potência anunciada, esperávamos um pouco mais. A sensação que fica é que a “energia” produzida se dispersa até chegar às rodas dianteiras. Nada que mereça nota menos, mas que é notório, lá isso é. Rápida e suave, a caixa automática pode ser operada através das patilhas colocadas no volante. O que aumenta a envolvência da condução e faz com que tudo seja processado sem tirar as mãos do volante. Os travões eficazes e resistentes à fadiga, os três programas de condução (“Eco”; “Manual”; “Sport”) e o controlo de estabilidade, são outras características que atestam o elevado estágio de desenvolvimento do CLA Shooting Break.

Numa altura em que a Mercedes-Benz bate recordes atrás de recordes, esta carrinha vem potenciar o crescimento da marca. Em 2014, o mercado português “absorveu” 5.551 modelos compactos da Mercedes-Benz, ou seja, 55% do seu volume total nacional: 3.093 Classe A; 910 Classe B; 806 CLA; 742 GLA. E o ano de 2015 promete...

Avaliacao Obrigatoria Mercedes CLA SB 3

 Avaliacao Obrigatoria Mercedes CLA SB 5

Ficha Técnica

MOTOR
Tipo: 4 cilindros em linha Diesel, transversal, dianteiro
Cilindrada (cc): 2143
Diâmetro x curso (mm): 83,0x99,0
Taxa de compressão: 16,2:1
Potência máxima (cv/rpm): 177/3600-3800
Binário máximo (Nm/rpm): 350/1400-3400
Distribuição: injeção direta common rail
Alimentação: 2 v.e.c., 16 válvulas
Sobrealimentação: turbocompressor VTG + intercooler

TRANSMISSÃO
Tração: dianteira com ESP
Caixa de velocidades: automática dupla embraiagem de 7+ma

DIREÇÃO
Tipo: pinhão e cremalheira
Assistência: sim (elétrica variável)
Diâmetro de viragem (m): 11,0

TRAVÕES
Dianteiros (ø mm): discos ventilados (295)
Traseiros (ø mm): discos maciços (295)
ABS: sim, com EBD+BAS

SUSPENSÕES
Dianteira: McPherson com triângulos sobrepostos
Traseira: Independente
Barra estabilizadora frente/trássim: sim/sim

PERFORMANCES ANUNCIADAS
Velocidade máxima (km/h): 228
0-100 km/h (s): 8,3

CONSUMOS 
Extra-urbano/Combinado/Urbano (l/100 km): 3,6/4,0/4,8
Emissões de CO2 (g/km): 108
Nível de emissões: Euro 6

DIMENSÕES, PESO E CAPACIDADES
Cx: 0,29
Comprimento/largura/altura (mm): 4630/1435/1777
Distância entre eixos (mm): 2699
Largura de vias frente/trás (mm): 1549/1547
Capacidade do depósito (l): 50
Capacidade da mala (l): 495-1354
Peso (kg): 1555
Relação peso/potência (kg/cv): 8,8
Jantes de série: 7Jx18”
Pneus de série: 225/40R18
Pneus unidade testada: Goodyear Eagle F1 Assymetric 2, 225/40R18 92W

GARANTIAS
Mecânica: 2 anos
Pintura: 2 anos
Anticorrosão: 30 anos

ASSISTÊNCIA
1.ª revisão: 25 mil km ou 1 ano
Custo 1.ª revisão (c/ IVA): €270
Intervalos: cada 25 mil km
Preço (s/ despesas): €52.650 
Unidade testada: €59.430
Imposto Único Circulação (IUC): €216,37