Vivaro “resgata” imagem da Opel nos veículos comerciais

Os catorze anos de sucesso do Vivaro no mercado vão ter continuidade com esta nova geração, que ganhou maturidade e está pronta para renovar a presença da Opel no segmento dos veículos comerciais.

Geração evoluída
A Opel iniciou, recentemente, a comercialização da nova geração do Vivaro no mercado nacional. Produzido na fábrica da General Motors de Luton, no Reino Unido, combina a funcionalidade de um veículo comercial ligeiro com o conforto e design de um automóvel de passageiros. Pelo menos, é essa a intenção e o objetivo da Opel. Com mais de 600.000 unidades produzidas desde o seu lançamento no mercado, em 2001, o primeiro Vivaro tornou-se num dos modelos de destaque no mercado europeu de veículos comerciais ligeiros. Com vendas anuais de cerca de 50.000 unidades, conquistou cerca de 10% do seu segmento. Desempenho que faz do Vivaro o modelo melhor sucedido da gama de veículos comerciais ligeiros da Opel.

Várias configurações
O exterior do novo furgão de Rüsselsheim inclui uma grelha ampla e proeminente, faróis elaborados e o vinco típico da nova linguagem de design da marca alemã. Os faróis foram executados em moldes pretos brilhantes com elementos cromados que os realçam. As luzes de condução diurna têm o típico desenho alado da Opel e, em algumas versões, a moderna e eficaz tecnologia de LED confere ao Vivaro um visual inconfundível. Com a sua frente larga e retaguarda simples e prática, este novo Opel transmite a robustez que os clientes exigem deste furgão quando o utilizam no dia-a-dia. De perfil, destaca-se um vinco que flui desde a zona abaixo dos espelhos exteriores até aos arcos das rodas traseiras, inspirado no estilo dos modelos Insignia e Astra GTC.

As diversas versões do novo furgão da Opel são mais longas por comparação com as do modelo anterior, o que permite obter maior capacidade de carga. Na cabina, assume especial destaque a avançada tecnologia de informação e entretenimento IntelliLink, com o mais recente sistema de navegação, bem como outros equipamentos que transformam rápida e facilmente o Vivaro num escritório móvel

A nova geração estará disponível em várias configurações, com dois comprimentos/distâncias entre eixos e duas alturas, como furgão fechado, Combi, furgão de cabina dupla e furgão de transporte de passageiros (bus). O novo Vivaro surge agora ainda mais ajustado às várias necessidades de transporte do que o seu antecessor, visto que, em ambos os comprimentos - a primeira versão tem cerca de cinco metros e a segunda acrescenta-lhe cerca de 40 cm - é quase 22 cm mais longo. Quanto ao capítulo mecânico, o novo Vivaro estreia dois motores turbodiesel 1.6 CDTI com sobrealimentação sequencial e sistema duplo de refrigeração do ar de admissão. Com dois turbocompressores, que funcionam em conjunto, aliam excelente performance a elevada economia de combustível.

Motores 1.6 CDTI
Em Portugal, a gama do novo Vivaro é composta por motores 1.6 CDTI: variantes de 90 e 115 cv; sofisticado BiTurbo, com dois turbocompressores em série e dois intercoolers, com 120 cv. Por comparação com a gama de motorizações da anterior geração, estes novos motores turbodiesel conseguem reduzir o consumo de combustível, com o motor BiTurbo a “ficar-se” pelos 5,7 l/100 km e por emissões de CO2 de 149 g/km. Valores que proporcionam ao novo furgão polivalente da Opel a melhor economia nesta classe de veículos. Registe-se que o condutor pode ativar um modo de "eco-condução", especial para obter consumos de combustível mais baixos.

Uso Profissional Opel Vivaro1

As prestações deste novo furgão da Opel estão, também, em plano de evidência. A apenas 1500 rpm, o motor BiTurbo de 120 cv debita um binário de 320 Nm. Apresentando algumas novidades, como os sistemas de controlo do chassis e um grande número de funções de segurança, o Vivaro exibe prestações de veículo ligeiro. Além do sistema ABS, com distribuição eletrónica da força de travagem (EBD), o condutor pode contar com assistência nas travagens de emergência (EBA), assistência em arranques nos planos inclinados (HSA) e com o evoluído programa de estabilidade eletrónico (ESP), dotado de controlo da tração (TC) e sistema de atenuação de oscilações da carroçaria. Os preços do novo Vivaro começam nos €25.090.

Versões para todos os gostos
Muito versátil, o novo Opel Vivaro pode ser configurado para ir ao encontro de todas as necessidades de quem procura um furgão médio. Esta nova geração oferece variantes de furgão fechado, combi e chassis-cabina, em várias configurações, que têm a opção de dois comprimentos de carroçaria (L1: 4998 mm; L2: 5398 mm) e duas alturas de tejadilho (H1: 1971 mm; H2: 2465 mm). O novo Vivaro surge ainda melhor equipado para o transporte de carga do que o seu antecessor, já que ambos os comprimentos de carroçaria excedem em 216 mm as medidas anteriores.

São, assim, acrescentados 100 mm ao compartimento de carga em ambas as variantes (L1: 2500 mm; L2: 2900 mm), abrindo espaço suficiente para transportar três europaletes lado a lado. O volume de carga total das variantes de furgão fechado regista, também, um aumento, podendo ir de 5,2 m3 a 8,6 m3. O acesso ao compartimento de carga é facilitado pelas portas traseiras. Para o transporte de objetos especialmente longos, a porta direita pode permanecer aberta num ângulo de 90°, podendo a outra ser fechada autonomamente. As aberturas existentes sob o banco do passageiro da frente e na antepara da cabina constituem ainda uma alternativa para o transporte de objetos mais compridos. A versão Combi, com porta lateral deslizante, transporta oito passageiros, para além do condutor, em três filas de bancos.

Uso Profissional Opel Vivaro2