Nova VW Caddy disponibilizará versões de passageiros e furgão

Chega ao mercado português apenas em Setembro, mas já se deu a conhecer. A estética pouco mudou, mas é debaixo do capot que se encontram as maiores novidades. A nova gama de motores Euro 6 é económica e muito eficiente.

Quarta geração: formosa e segura
Dentro da gama de veículos comerciais da Volkswagen, a Caddy é uma espécie de joia da coroa. Por isso, a sua quarta geração está a ser aguardada com grande expectativa pela marca alemã. Com chegada ao mercado nacional prevista para Setembro deste ano, a nova Caddy é um restyling profundo e não um modelo totalmente novo derivado da plataforma MQB, como muitos esperariam. A VW preferiu apostar na plataforma antiga e acrescentar-lhe alguns detalhes da MQB, mas já lá iremos dentro de algumas linhas.

Com um segmento da distribuição povoado de modelos cada vez mais competitivos, era de esperar uma renovação profunda para a nova Caddy. E foi exatamente isso que aconteceu. Esteticamente, as diferenças não são muito grandes. Com os modelos de passageiros do construtor de Wolfsburg acontece precisamente o mesmo. No interior, o destaque vai para o novo tablier herdado do Golf VII e para os materiais de melhor qualidade utilizados na construção dos painéis da portas.

Adição de Adblue
É debaixo do capot que a nova Caddy mais muda, uma vez que todos os motores passam a cumprir a restrita norma Euro 6. Quanto aos motores Diesel, quando comparados com os da geração anterior, o consumo de combustível foi reduzido até 1,2 l/100 km. O bloco que vai servir de base a quatro versões TDI é um quatro cilindros de 2,0 litros, que começa nos 75 cv de potência e termina nos 150 cv da variante mais vitaminada. Em todos eles, vai ser necessário o abastecimento de Adblue. O depósito de 18 litros de capacidade permite percorrer 15 mil km. No caso das versões de passageiros, também existirão motores a gasolina: 1.2 TSI de 85 cv e 1.0 TSI de 102 cv, este com três cilindros.

No capítulo da segurança, a nova Caddy passa a disponibilizar travagem de emergência em cidade, que atua, automaticamente, abaixo dos 30 km/h, até parar por completo o veículo caso detete a presença de outro à sua frente.

Uso Profissional VW Caddy 2

Versátil e funcional
A versão furgão, a que realmente vai interessar ao mercado nacional, ainda não é desta que oferece três lugares à frente (a VW acha que não vale a pena estar a inventar um lugar ao centro onde não cabe ninguém). Existirá a possibilidade de rebater o banco do acompanhante para se conseguir carregar na nova Caddy objetos até 2,60 m de comprimento. O volume de carga é de 3,2 m3, com uma altura máxima de 1,25 m. A porta lateral deslizante, de série, é do lado direito e tem um acesso de 0,70 cm. No piso de carga, seis anéis de fixação facilitam todo o processo de prender objetos na caixa de carga. Para já, ainda não existem preços definidos para o mercado português, mas a VW garante que serão competitivos, mesmo considerando os motores 2.0 TDI.