Continental desenvolve plataforma de rádio no veículo

Hoje em dia, os autorádios têm de preencher uma grande variedade de requisitos por parte dos consumidores.

Por exemplo, rádio digital, receção AM e FM, telefonia móvel, áudio a partir de várias fontes, ecrãs táteis grandes, teclas suaves e duras, controlo operado por voz e apps para smartphones.

Mesmo no segmento de veículos com preços mais reduzidos, os rádios evoluíram de meros sintonizadores e colunas para plataformas de entretenimento. Com o aparecimento dos veículos conectados, bem como de diferentes padrões e sistemas operacionais de eletrónica de consumo, as tendências mostram que a complexidade dos autorádios está a aumentar.

Para enfrentar estes desafios, a Continental desenvolveu uma plataforma de autorádio progressiva, que permite controlar várias funções individuais num processador, acabando por reduzir ao mínimo o hardware. A abordagem principal subjacente à plataforma de rádio da Continental é simples: substituir, sempre que possível, o dispendioso hardware por software.

Para conseguir esta diminuição, a plataforma de rádio da Continental é construída sobre um sistema altamente otimizado no chip (SoC).

Tem um processador multicore no coração da plataforma que lida com todos os interfaces homem-máquina, conectividade e funções relacionadas com o processamento de produção áudio, bem como um controlador de veículo integrado e um processador de sinal digital (DSP), permitindo a tecnologia de rádio da nova plataforma – a Rádio Definida por Software (Software Defined Radio - SDR).

A SDR integra frequências de rádio analógicas e digitais, como AM/FM, DAB/DAB+/ DMB, DRM e HD de todo o mundo num único hardware. Podem ser ativadas novas frequências através de atualização de software à medida que forem ficando disponíveis em diferentes regiões, como, por exemplo, na China: Chinese Digital Radio (CDR).