Jaguar produzirá nove réplicas do icónico XKSS

A equipa da Jaguar Classic produzirá este desportivo ultra-exclusivo em nove réplicas com as especificações exatas de 1957, que ocuparão o lugar dos que se perderam no famoso incêndio da fábrica de Browns Lane.

Os veículos originais deviam ter sido exportados para os EUA, mas tinham sido produzidos apenas 16 quando ocorreu a tragédia. Agora, 59 anos depois, a Jaguar dispõem-se a produzir os nove desportivos XKSS "perdidos" para um grupo seleto de clientes e colecionadores consolidados.

Os conhecimentos adquiridos no projeto E-Type «Lightweight» serão utilizados na construção destas nove réplicas ultra-exclusivas. Serão todos produzidos manualmente na nova Experimental Shop da Jaguar, em Warwick.

jaguarssk1Os veículos serão produzidos com as mesmas especificações dos primeiros 16 veículos de 1957 e a Jaguar irá certificar-se de cada detalhe a 100%. O seu preço irá ultrapassar um milhão de libras. A história do XKSS começa com as três vitórias consecutivas da Jaguar em Le Mans (1955, 1956 e 1957) com o D-Type.

Após este conjunto de triunfos, a 14 de janeiro de 1957 Sir Williams Lyons toma a decisão de transformar os restantes 25 veículos D-Type em versões de estrada com várias alterações externas, o que resultou na criação do primeiro superdesportivo do mundo.

Entre estas alterações, incluíram-se um novo para-brisas, mais alto, uma porta adicional no lado do passageiro, a retirada da divisão entre condutor e passageiro, bem como a supressão do famoso spoiler atrás do banco do condutor. As primeiras entregas das novas réplicas do Jaguar XKSS estão programadas para o início de 2017.