LeasePlan fala sobre mobilidade urbana

A LeasePlan, maior empresa mundial de renting, questionou os condutores sobre as suas preocupações relativamente à mobilidade, agora e no futuro.

O grupo, que, tradicionalmente, promove a mobilidade dos condutores, está agora a promover soluções para novos intervenientes, onde, além das empresas, se incluem as cidades e outros fornecedores que enfrentam os desafios de mobilidade urbana.

Há muito que a estratégia da LeasePlan passa por recolher e analisar o feedback da sua base de dados, dando prioridade às opiniões e contributos dos consumidores finais. Para analisar a mobilidade futura, foi necessário questionar quem está no seu cerne: as pessoas. Desta forma, a LeasePlan elaborou um estudo sobre quais as preocupações dos condutores ao escolherem a forma como se movem e como anteveem a mobilidade no futuro.

De acordo com o estudo Mobility Monitor, promovido anualmente pela LeasePlan, 98% dos inquiridos considera o automóvel o meio de transporte mais importante do seu dia a dia, sendo que 51% teria preferência pelo renting se tivesse essa possibilidade, enquanto apenas 12% faria questão de ser proprietário do veículo. Assim, não é de estranhar que o renting seja uma opção a considerar.

Atualmente, existem cerca de 1,2 mil milhões de automóveis em todo o mundo, sendo que este número deverá ascender aos dois mil milhões até 2035. Considerando que a população mundial ronda os 7,4 mil milhões de pessoas, torna-se evidente o enorme desafio que se impõe a todos os agentes da mobilidade. A LeasePlan defende, por isso, que é necessária uma nova abordagem, centrada no condutor em detrimento do veículo.