Drivers Fuel Challenge da Volvo Trucks já tem vencedor

No dia 9 de setembro, 28 motoristas de todo o mundo reuniram-se, na pista de testes da Volvo Trucks, em Gotemburgo, na Suécia, com o objetivo de alcançar o título de motorista mais eficiente do mundo.

A representar Portugal esteve Tiago Nunes, da empresa Estrela do Atlântico – Transportes, que, para alcançar o lugar na final mundial, teve de ultrapassar uma das eliminatorias que decorreram em Lisboa, Leiria e Maia, bem como vencer a final portuguesa da prova, que teve lugar em Braga, no passado mês de maio. Através do seu percurso exemplar, conseguiu a entrada neste nicho exclusivo de motoristas de todo o mundo.

A prova da final mundial consistiu em conduzir um camião Volvo FH ao longo de 6,9 km, utilizando a menor quantidade de combustível possível. No entanto, a edição deste ano trouxe uma novidade: aos participantes que demoraram menos tempo a concluir a prova, foram-lhes adicionados pontos extra. "Cumprir os prazos de entrega é essencial para as empresas transportadoras.

Incluir o fator tempo à prova, tornou o The Drivers’ Fuel Challenge ainda mais prático e relevante para o dia a dia dos motoristas. Para ganhar, os condutores precisam de estar extremamente bem planeados, ter capacidade de antecipação e ser eficientes no consumo de combustível", afirmou Ricard Fritz, vice-presidente sénior de Vendas de Produtos e Veículos da Volvo Trucks.

Graças às melhorias mais recentes na linha motriz do Volvo FH, os participantes foram capazes de alcançar velocidades médias mais altas gastando menos combustível, obtendo, dessa forma, melhores resultados. A linha motriz atualizada permite que o motor e a caixa de velocidades retirem o melhor potencial combinado, oferecendo, assim, um transporte ainda mais eficiente", referiu Mats Frazén, gestor de produto dos Componentes da Linha Motriz.

Alcançar um lugar na final do The Drivers’ Fuel Challenge 2016 não foi um desafio simples. Os 28 finalistas foram apurados através das várias eliminatórias nacionais e regionais, que decorreram em todo o mundo, envolvendo mais de 12.000 participantes. O vencedor foi o checo Tomáš Horčička, que competiu na prova final contra Kjetil Dale, da Noruega, Emir Salihović, da Bósnia Herzgovina, e Stanislav Martynov, da Rússia.