Indústria automovel em Portugal quer evoluir

Aqui ficam algumas conclusões do encontro dos 50 Anos da AFIA, a Associação de Fabricantes da Indústria Automóvel.

Assim, fique desde já a saber que: a produção de automóveis no mundo, na Europa e na Península Ibérica continua a crescer a bom ritmo; o fabrico de componentes em Portugal tem uma tradição sólida apoiada em meio século de experiência; os seus produtos, maioritariamente, não têm marca própria nem são identificáveis pelo consumidor final, o que torna a indústria pouco visível.

Não é um setor emergente, não é constituído, maioritariamente, por "start-ups" e não é "sexy", mas é altamente competitivo. Entre 1998 e 2010, a indústria automóvel em Portugal passou por uma grave crise que levou a encerramentos e à perda de empregos, sobretudo nas profissões e processos técnicos menos qualificados.

Os segmentos de produtos de mão de obra mais intensiva quase desapareceram e as empresas remanescentes apostaram em produtos e processos mais qualificados. A partir de 2010, o setor recuperou bem, com um forte investimento e um crescimento continuado e sustentado. Hoje, a indústria automóvel é o maior destino das exportações nacionais e dentro destas, os componentes têm o maior peso.

A inovação, sobretudo incremental, de produtos e processos, assim como a melhoria contínua nas empresas, permitem recuperar alguma da competitividade perdida devido ao aumento de custos. A transição das empresas para uma nova fase - a Indústria 4.0 – já está em curso e em aceleração.

A mobilidade elétrica e a condução autónoma trazem novos desafios e oportunidades, para os quais é necessário um esforço conjunto com entidades de investigação e "start-ups" tecnológicas. As atividades de engenharia, de pesquisa e desenvolvimento têm crescido exponencialmente e os engenheiros portugueses têm níveis de conhecimento e criatividade excelentes.

Os juros baixaram e o acesso a capitais está mais fácil, enquanto os fundos europeus, não sendo, por si só, um incentivo ao investimento, permitem, em certos casos, otimizá-lo.