AkzoNobel e Axalta não chegam a acordo

No dia 30 de outubro de 2017, em resposta a especulações de mercado, a AkzoNobel confirmou que se encontrava em conversações construtivas para uma possível parceria entre o negócio da tintas para automóvel e a Axalta.

As empresas anunciaram que chegaram, agora, ao final das conversações sem nenhum acordo possível.  A AkzoNobel continua o seu foco na estratégia de acelerar um crescimento sustentável e, consequentemente, o lucro, através da criação de dois objetivos: conquistar mercado e atingir nível máximo em 2020.

O CEO da AkzoNobel, Thierry Vanlancker, afirmou estar confiante que a estratégia oferece um valor significativo aos acionistas e a quem tem apenas poucas ações. A empresa continua focada em algumas opções estratégicas para continuar a desenvolver o negócio de há muitos anos com a mesma rentabilidade.