Bosch aumenta tempo de vida das baterias dos veículos elétricos

O stress faz com que as células envelheçam mais rapidamente. Algo que os especialistas em genética demonstram há muito tempo. Da mesma forma que tal se aplica ao corpo humano, também é verdadeiro no caso das células das baterias de veículos elétricos.

Quanto mais velhas as baterias ficam, menor será o seu desempenho e capacidade. Consequentemente, menor será a autonomia do veículo.

Para ajudar as baterias a durarem mais tempo, a Bosch está a desenvolver novos serviços baseados que complementam os sistemas de gestão de baterias dos automóveis.

“A Bosch está a conectar baterias de veículos elétricos com a cloud. Os serviços que têm por base a recolha de dados permitem melhorar, substancialmente, o desempenho das baterias e prolongar a sua vida útil”, afirma Markus Heyn, membro do conselho de administração da Robert Bosch GmbH.

As funções inteligentes do software na cloud analisam, continuamente, o estado da bateria e tomam as medidas adequadas para evitar ou retardar o envelhecimento da célula.

Essas medidas podem reduzir o desgaste da bateria, o componente mais caro de um veículo elétrico, em até 20%.

Dados em tempo real recolhidos do veículo e daquilo que o rodeia desempenham um papel fundamental neste cenário.

Os serviços baseados na cloud utilizam esses dados para otimizar cada processo de recarga e fornecer ao condutor dicas de condução personalizadas e sobre como conservar a energia da bateria através de um painel digital.

A Bosch chama ao novo serviço Battery in the Cloud e o seu primeiro cliente é a DiDi, fornecedor líder de serviços de mobilidade da China.

A empresa está a equipar uma frota de veículos piloto com serviços de bateria da Bosch, na cidade de Xiamen.

Também pode querer ler