KRAUTLI Portugal apresentou NexusAuto e Profissional Plus

A apresentação oficial das redes de oficinas NexusAuto e Profissional Plus, da Nexus Automotive International, decorreu, hoje, nas instalações da KRAUTLI Portugal, na Póvoa de Santa Iria.

Ainda que já se encontrassem a laborar no nosso país, de forma discreta, há umas semanas (existindo, atualmente, sete aderentes NexusAuto e dois Profissional Plus), os dois conceitos foram, oficialmente, apresentados hoje.

José Pires, diretor-geral da KRAUTLI Portugal, Carlos Silva, diretor de vendas e marketing da KRAUTLI Portugal, Marc Blanco, diretor de operações da Serca, e Carlos Palancar, responsável ibérico da Serca, que tem as redes sob sua alçada, apresentaram as inúmeras vantagens destes dois conceitos.

Enquanto a NexusAuto consiste numa rede oficinal premium que obedece a premissas mais “rígidas” (imagem exterior uniformizada e distância geográfica, por exemplo), a Profissional Plus é mais flexível e menos “exigente”, permitindo aos aderentes escolher os serviços que melhor se adaptem às suas necessidades.

A formação, a assistência técnica, o email corporativo, o website, a página de Facebook e a Intranet (tudo em português), foram algumas das mais-valias apontadas pelos responsáveis, às quais se juntam a relação de proximidade, através dos retalhistas, peça essencial neste modelo de negócio, com as redes de oficinas da Nexus Automotive International.

Sendo o seu core business a venda de peças, a KRAUTLI Portugal deposita nas redes oficinais NexusAuto e Profissional Plus (com as quais, frise-se, não lida diretamente) toda a confiança para otimizar a sua atividade de distribuição, dinamizando, a par com a Bragalis, estes dois conceitos em Portugal.

A terminar, refira-se que, para o final de 2020, espera-se que a rede NexusAuto chegue, pelo menos, às 50 oficinas em território português, número que será de cerca de 100 no caso da rede Profissional Plus.

A reportagem completa será publicada na edição de novembro de 2019 do Jornal das Oficinas.

Também pode querer ler