Axalta apresenta soluções digitais para oficinas

A Axalta realizou, nas suas instalações, em Mem Martins, um encontro com clientes e imprensa especializada, onde apresentou as mais recentes soluções para a digitalização das oficinas de repintura automóvel.

O evento contou com a presença de responsáveis da Axalta Coating Systems, que apresentaram as diversas ferramentas que a marca desenvolveu para a digitalização da secção de repintura das oficinas de colisão.

Gilles Navez, Axalta product & marketing director Refinish Systems para a Europa, Médio Oriente e África, foi um dos primeiros oradores, tendo começado por fazer uma análise das tendências do setor, afirmando que "o mercado de repintura automóvel está a crescer e revela-se cada vez mais atrativo".

Para, depois, acrescentar, que "a Axalta é líder, com 25% de quota de mercado, sendo que uma oficina em cada quatro utiliza produtos das marcas Spies Hecker, Cromax e Standox. Atualmente, com a solução para a digitalização das oficinas, queremos proporcionar aos nossos clientes ainda maior eficiência e rentabilidade nos serviços prestados".

Martin Wulf, Axalta colour & technical manager Refinish Systems para a Europa, Médio Oriente e África, apresentou a tecnologia de baixa energia, com a qual a Axalta pretende reduzir a energia dispendida no processo de secagem a zero, uma vez que a secagem das pinturas pode ser realizada a temperaturas entre 20 e 60º C.

Seguiu-se a apresentação de Babak Tehrani, Axalta digital transformation manager Refinish Systems para a Europa, Médio Oriente e África, que apresentou várias iniciativas relevantes para o setor, incluindo o RepScore.net, um novo e inovador sistema de gestão de redes digital.

O RepScore.net foi desenvolvido especificamente para ajudar a melhorar a cooperação entre as oficinas e os proprietários de redes. Contribui para otimizar o serviço e a qualidade das oficinas e das redes para ganharem vantagem num mercado competitivo.

João Calha, key account manager da Axalta Coating Systems Portugal, apresentou, na prática, o sistema de digitalização das oficinas, que está baseado na “nuvem” (cloud). Isto é, a oficina está em contacto permanente através da Internet para receber a mais recente informação no que diz respeito às cores já existentes e aquelas que são lançadas no mercado. Esta facilidade de aceder à informação apenas é concebida com sistemas centrais, a que a Internet agiliza o acesso.

Identificação da cor e elaboração da tinta
Com as novas ferramentas digitais disponibilizadas pela Axalta, agora é possível identificar uma cor e produzir a tinta correspondente, em poucos minutos. Através do espectrofotómetro, faz-se a leitura da tinta, que é trabalhada pelo software e daí resulta informação para o utilizador, desde a identificação da cor até ao possível ajuste da mesma.

Desde que a preparação da medição seja efetuada com rigor, a medição da cor pelo espectrofotómetro é realizada com uma precisão tal que o software pode identificar a cor mesmo nos casos em que é desconhecida a sua designação.

Estes desenvolvimentos permitem, de forma muito simples, rápida e fácil, associar às bases de dados de cor informação sobre as viaturas que proporcionam ajudas de enorme valor aos técnicos que, numa oficina, têm de decidir qual a variante a utilizar na repintura de uma viatura.

Depois de medir com sucesso a cor, os dados são enviados online, automaticamente, para o Phoenix, o software de cor da Axalta. Os resultados da medição são comparados com mais de 200.000 fórmulas de cores armazenadas e corrigidos automaticamente.

Isto significa que as oficinas não têm de guardar documentação sobre as fórmulas de cores convencionais. "A atualização regular da base de dados e a capacidade de funcionar diretamente online são os maiores benefícios da gestão de cor digital," explicou João Calha.

No final do processo, a passagem de todos os produtos de pintura pela balança com a respetiva quantificação permite a elaboração de relatórios, do qual se extraem rácios que ajudam à gestão da secção de pintura, assim como ter acesso a KPI´s para uma gestão mais facilitada.

Paralelamente, o stock de tintas está, constantemente, monitorizado, criando alertas para encomendas de produtos cujo stock se aproxima de zero. Em consequência, são criadas, automaticamente, encomendas ao fornecedor.

Graças a estas novas ferramentas digitais, é possível seguir a viatura desde a sua entrada na oficina até à entrega ao seu proprietário. A abertura da folha de obra permite que os consumos de tinta adstritos lhe sejam imputados e que, automaticamente, passem para o programa de faturação.

previous arrow
next arrow
Full screenExit full screen
ArrowArrow
Slider