“Queremos ser um fornecedor global das oficinas”

Entrevista com Paulo Silva, administrador da PD Auto

Nascida em 2005, a PD Auto tem demonstrado uma enorme vivacidade no mercado. Exemplo desse dinamismo foi a inauguração há dois anos de novas instalações, com vista ao melhoramento categórico das condições de trabalho.

E permitindo à empresa continuar a crescer em termos de stock e, com isso, aumentar, também, a sua taxa de serviço. As novas condições do call center e da loja são outros fatores fundamentais para a qualidade do atendimento ao cliente. A natureza dos clientes é, entre si, muito distinta, mas as necessidades e as soluções que procuram tendem a estar alinhadas. Nesse sentido, a PD Auto nasceu e cresceu ao lado dos clientes. Por isso, a relação de proximidade existente permite que o atendimento vá ao encontro do desejado.

Os responsáveis da PD Auto pretendem que a empresa se assuma, cada vez mais, como um fornecedor global dos seus parceiros, motivo pelo qual é essencial dispor de uma oferta abrangente para corresponder às expectativas das oficinas. A PD Auto é membro fundador da RedeInnov desde 2015. Também por isso, descreve a relação como “muito superior” a uma parceria, tendo tido um papel preponderante na definição das marcas e fornecedores com que a empresa trabalha, permitindo uma aposta mais estratégica, de longo prazo, com fabricantes de primeiro equipamento, que garantem qualidade e valor acrescentado e competitividade comercial.

Por outro lado, as ferramentas de trabalho que a PD Auto dispõe atualmente, como a Webshop da RedeInnov, que, além de ligar todos os membros, “conecta”, também, os fabricantes e as oficinas num só programa, com inúmeras vantagens comerciais e operacionais, aliado ao plano de marketing, são, sem dúvida, outra mais-valia. Em resumo, deixaram de estar “sozinhos” no mercado e passaram a ter uma estrutura de suporte ao negócio. Para o futuro, a PD Auto visa continuar a trabalhar para atender às necessidades dos clientes com a mesma paixão, responsabilidade, serenidade e profissionalismo.

Diversificar a oferta é importante para poder crescer?
É essencialmente necessário ter uma oferta suficientemente abrangente de forma a corresponder às expectativas das oficinas. Queremos, cada vez mais, ser um fornecedor global dos nossos parceiros oficinas.

O que melhorou no funcionamento da empresa com a abertura de novas instalações?
Melhorou muito, especialmente em termos das condições de trabalho atingidas, que hoje nos possibilita continuar a crescer. As novas instalações permitiram-nos crescer em stock e com isso aumentar a nossa taxa de serviço, as novas condições do call center e da loja são um fator fundamental para a qualidade com que podemos atender o cliente.

Já comercializam peças para os veículos elétricos e híbridos?
Para os híbridos sim, porque o facto de praticamente toda a mecânica ser comum faz com que haja procura imediata. Para os elétricos ainda não.

Coimo funciona o vossa logística de entrega de peças?
Uma das nossas funções-chave é precisamente a entrega da peça, por isso constantemente revemos o modelo e procuramos soluções que aumentem a eficiência do processo das entregas.

Considera que os clientes valorizam o vosso serviço?
Têm valorizado, a julgar pelos resultados, no entanto este esforço e desejo de servir bem o cliente é algo que está sempre presente na nossa forma de trabalhar e continuaremos sempre a procurar novas formas de o fazer.

Qual a sua opinião sobre o comércio de peças online?
Mais do que concorrentes, os portais de vendas online são destabilizadores do mercado pela forma como atuam. Ou seja, o que se nota muito, é clientes a ver preços, esquecendo tudo o resto, como seja o stock, prazo de entrega, prazo de pagamento, devolução se houver algum erro e ainda suporte para as garantias. Ou seja, por vezes o cliente está a comparar preço e não valor, e este é o desafio. Que o cliente entenda que o valor não está na etiqueta do preço.

O que pretendem fazer para se manterem no TOP 100 da distribuição de peças nacional?
Vamos continuar a trabalhar como até aqui. Focados nas necessidades do cliente e em melhorar a eficiência interna da nossa organização.

Também pode querer ler