Equipamentos KTS da Bosch comemoram 30 anos

Em 1988, a partir do lendário Bosch Hammer, o sistema de diagnóstico da Bosch passou a fazer parte do dia a dia da oficina. Nesse ano a marca lançou o KTS 300, o primeiro equipamento de diagnóstico do fabricante de componentes, que permitiu às oficinas independentes, pela primeira vez, poder controlar os sistemas eletrónicos do veículo.

Naquela época, recebeu a designação KTS (Klein-Tester-Serie). O nome prevaleceu até hoje. Todos os equipamentos de diagnóstico modernos da marca chama-se KTS e a partir daí a marca não mais parou de se desenvolver este pequeno aparelho. O primeiro modelo era capaz de gerir dados do motor de modelos de três marcas diferentes.

Todavia, este número cresceu rapidamente. Em 1999, já permitia diagnósticos de unidades de controlo de 120 sistemas de 25 marcas diferentes. O setor automóvel começou a conhecer o KTS 300 como o Bosch Hammer, o martelo da Bosch.

Em 1999, foi ainda lançado o software oficinal ESI(tronic) para os equipamentos de diagnóstico. Tinha atualizações trimestrais em CD, passando, depois, a DVD. Atualmente, são efetuadas online. Estas atualizações asseguram melhorias em mais de 90 mil modelos de 150 marcas distintas.