DPAI/ACAP realizou Encontro de Empresários do Pós-venda

Com a realização do 1.º Encontro de Empresários do Pós-venda Automóvel Independente, no passado dia 19 de setembro, a DPAI/ACAP iniciou um ciclo de encontros entre profissionais sobre temas essenciais para enfrentar a mudança do negócio, começando pela qualificação do tecido empresarial e captação de recursos humanos

Com o auditório da ACAP repleto de empresários e profissionais ligados ao aftermarket, o encontro iniciou-se com uma intervenção do presidente da DPAI/ACAP, Joaquim Candeias, que realçou a importância dos recursos humanos.

Seguiu-se a intervenção de Dário Afonso, diretor-geral da ACM (Auto Coach Management), que começou por fazer uma análise do atual contexto em que se encontra o setor automóvel e a influência que o WLTP está a ter no desenvolvimento dos novos veículos e do aftermarket em geral.

Crespo de Carvalho, professor do ISCTE, apresentou o Programa Avançado de Gestão para Profissionais do Pós-venda Automóvel, que terá início em outubro.

A próxima edição contará com nove módulos intensivos, ao longo de oito meses, especificamente concebidos para as necessidades de gestão dos decisores do setor, num formato compatível com a sua vida profissional.

Este 1.º Encontro contou, também, com a presença de representantes do IEFP (Instituto de Emprego e Formação Profissional) e a ANQEP (Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional), que apresentaram a oferta dos cursos técnicos atualmente disponíveis.

No final, seguiu-se um debate aberto com os associados, que serviu para alertar os representantes do IEFP e da ANQEP para as lacunas que existem nos perfis dos cursos dedicados ao pós-venda automóvel, que constam do Catálogo Nacional de Qualificações.

Assim, ficou acordado que a DPAI/ACAP apresentaria as necessidades que as atuais oficinas têm a nível de mão de obra especializada e colaboraria com o IEFP e a ANQEP na conceção de novos perfis com competências específicas para cada área.

Para a DPAI/ACAP, é urgente implementar medidas fundamentais para a competitividade das empresas e para a sua viabilização futura, bem como para adequar os recursos humanos às necessidades atuais de trabalho.

No próximo encontro agendado para dezembro, serão analisados já dados concretos das medidas e ações a implementar no futuro.

previous arrow
next arrow
Full screenExit full screen
ArrowArrow
Slider

 

 

 

 

Também pode querer ler