Imposto Único de Circulação arrecada 37,4 milhões para o Estado

Segundo um estudo revelado pela ANECRA, as receitas do Estado, no que diz respeito aos impostos automóveis, têm sofrido oscilações.

No mês de maio de 2019, a receita de Imposto Sobre Veículos (ISV) cifrou-se nos 63,6 milhões de euros, traduzindo-se num decréscimo de 6,5% face ao mesmo mês de 2018, ou seja, menos 4,4 milhões de euros cobrados.

Nos últimos oito meses, a receita de ISV registou seis variações homólogas negativas. Apenas os meses de janeiro e abril deste ano apresentaram saldo positivo comparativamente a iguais meses do ano passado.

No somatório dos primeiros cinco meses de 2019, a variação homóloga foi positiva (0,9%), correspondendo a 324,1 milhões de euros arrecadados com o ISV, ou seja, apenas mais 2,8 milhões de euros face a igual período de 2018.

Em maio de 2019, o Estado português recebeu 37,4 milhões de euros com o Imposto Único de Circulação (IUC), ou seja, mais 15,1% do que em igual mês do ano anterior.

De janeiro a maio de 2019, a variação homóloga foi também positiva (11,1%), traduzindo-se em 174,6 milhões de euros cobrados aos contribuintes.

Já o Imposto sobre Produtos Petrolíferos e Energéticos (ISP) contribuiu com 285,9 milhões de euros dos impostos indiretos em maio de 2019, mais 6,3% do que em igual mês do ano anterior.

Também pode querer ler